fbpx
Início » Blog do Rico » Processo Seletivo Ministério da Economia: 350 vagas

Processo Seletivo Ministério da Economia: 350 vagas

Postado em 11 jul 2020 em Blog do Rico

Na última quarta feira, dia 8, o Ministério da Economia recebeu aval para preencher 350 vagas nos postos de trabalho. Na sexta feira, dia 10, essa portaria foi retificada e agora é possível saber os cargos e a distribuição das vagas.

 

De acordo com o documento publicado, todas as oportunidades serão para atividades técnicas de complexidade gerencial.

 

Confira as vagas e os cargos:

 

►  Especialista em gestão de projetos – 50 vagas;

 

►  Especialista em infraestrutura de Tecnologia da Informação-TI – 50 vagas;

 

►  Especialista em ciência de dados – 50 vagas;

 

►  Especialista em segurança da informação e proteção de dados – 50 vagas;

 

►  Especialista em análise de processos de negócios – 50 vagas;

 

►  Especialista em experiência do usuário – 50 vagas;

 

►  Especialista em desenvolvimento de software – 50 vagas.

 

No documento não consta os requisitos de cada cargo, entretanto, conforme a lei que regulamenta este processo, as vagas são destinadas a profissionais de nível superior.

 

Além do diploma de conclusão de ensino superior os candidatos também devem possuir pelo menos 5 anos de experiência profissional ou possuir título de mestre ou doutor

 

Segundo a última atualização da Lei, a remuneração da carreira é de R$8.300. No entanto, segundo a portaria, ficará a cargo do Ministério da Economia definir a remuneração dos cargos.

Ainda segundo a portaria, o edital deste processo seletivo deverá ser publicado em até seis meses, ou seja, até 8 de janeiro de 2021.

 

 

O ÚLTIMO CONCURSO

 

O último concurso do Ministério da Economia foi realizado em 2015. Na época, o órgão ainda era chamado de Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Foram ofertadas 556 vagas distribuídas pela pasta e pela Escola Nacional de Administração Pública – ENAP

 

Dessas vagas, 300 foram para o cargo de Analista de Tecnologia da Informação. A demais vagas foram distribuídas entre os cargos de Analista Técnico Administrativo (83 vagas), Engenheiro (54 vagas), Geógrafo (17 vagas), Geólogo (16 vagas), Arquiteto (16 vagas), Contador (14 vagas), Arquivista (9 vagas), Médico (4 vagas), Economista (7 vagas), Assistente Social (7 vagas), Administrador (6 vagas) e Técnico em Assuntos Educacionais (1 vaga). Todas as vagas eram de nível superior.

 

Os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas de conhecimentos gerais e específicos e também prova discursiva. Ainda para a área de TI, foi realizado um exame de titulos.

 

Confira a publicação dessa portaria na íntegra diretamente no site do Diário Oficial da União, clicando aqui.

Notícias Relacionadas

Concurso DPDF: Tribunal de Contas pede retificação do edital

Se retificado, o edital pode sofrer alterações no cronograma.

Concurso PRF: Edital previsto para 2021

Diretor-executivo prevê que o edital seja lançado até 2021

Concurso Hospital das Clínicas USP: Banca organizadora definida

Serão ofertadas vagas para todos os níveis de escolaridade.

Polícia Civil do RJ faz operação contra pirataria de cursos preparatórios

Hackers faturaram cerca de R$ 15 milhões.

Cursos Relacionados
Curso EAD pós-edital de Execução Penal para o concurso DEPEN 2020
Saiba Mais
Curso EAD pós-edital de Departamento Penitenciário Nacional para o concurso DEPEN 2020
Saiba Mais
Curso EAD pós-edital de Ética no Serviço Público para o concurso DEPEN 2020
Saiba Mais
Curso EAD pós-edital de Direito Penal e Processo Penal para o concurso DEPEN 2020
Saiba Mais