fbpx
Início » Blog do Rico » As três mais difíceis bancas organizadoras de concursos

As três mais difíceis bancas organizadoras de concursos

Postado em 26 ago 2019 em Blog do Rico

A preparação para concurso público é um caminho árduo e, além de estudar muito o conteúdo, também é fundamental conhecer a banca que vai realizar o certame. Saber qual é o estilo da organizadora faz toda a diferença e, pensando nisso, preparamos esse post para ajudar você a se familiarizar com as bancas mais difíceis.

 

Confira quais são as três principais bancas e aproveite nossas dicas:

 

1- CESPE/CEBRASPE

  • Nível de Dificuldade: Alto

  • Concursos: Polícia Federal 2018, PRF 2018, TCE/SC (último concurso), STJ 2017, etc;

  • Tipo de questão: Certo ou Errado

 

A mais temida pela maioria dos concurseiros, a CEBRASPE (antiga CESPE) é uma banca que tem alta complexidade nas questões – que contam com a interdisciplinaridade – e também no estilo da prova.

 

A metodologia que a CEBRASPE utiliza para pontuar é bastante diferente. Funciona assim: o enunciado expõe uma informação e cabe ao candidato saber se ela está certa ou errada. Cada vez que o candidato julga corretamente a informação, ganha um ponto. Quando erra, perde um ponto. Por isso, tenha cuidado com os “chutes”. Se uma questão é deixada em branco ou com duas respostas, o candidato não perde ponto. Por causa dessa diferença no modo de pontuar, é fundamental que o concurseiro estude pelas provas já aplicadas pela banca. Dessa forma, passa a conhecer o jeito das questões e saberá como resolvê-las na hora do seu concurso.

 

 

2- FGV

  • Nível de Dificuldade: Médio a Alto

  • Concursos: TJ/SC, TRT/SC, OAB, TJ/RJ, Polícia Civil RJ, Câmaras Municipais, etc;

  • Tipo de questão: Questões de múltipla escolha

 

A Fundação Getúlio Vargas tem fama por um bom motivo – já cobrou até nota de rodapé.  A banca elabora provas muito imprevisíveis, o que eleva bastante o grau de dificuldade, além das questões complexas e com enunciados longos. Para estar preparado, é preciso prestar muita atenção ao edital e às bibliografias exigidas, que também costumam ser cobradas. Na parte do Direito, a FGV costuma cobrar casos práticos e multidisciplinaridade.

 

 

3- FCC

  • Nível de Dificuldade: Médio a Alto

  • Concursos: TRF4 2019, SEFAZ/SC 2018, TJ/SC 2017 (Juiz), concursos nas esferas municipais, estaduais e federal, etc;

  • Tipo de questão: Questões de múltipla escolha

 

A principal característica da Fundação Carlos Chagas são as questões extensas, porém bastante objetivas. Ao prestar concurso da FCC, é preciso estar atento ao enunciado, que muitas vezes pede ao candidato que assinale a alternativa incorreta, prejudicando os candidatos desatentos. Além disso, as questões são bem distribuídas ao longo da prova, podendo abranger todos os tópicos do edital.

 

 

E aí? Vamos juntos encarar essas bancas? Preparar-se com antecedência é um grande diferencial. Conheça nossos cursos extensivos e inicie seus estudes. →

Notícias Relacionadas

Cursos Concurso TJSC 2019: Pré + Pós-Edital Rico Domingues

Um novo concurso para o TJSC vem aí e iniciar os estudos o quanto antes é fundamental.

Concurso DEAP: Processo de escolha da banca em andamento

Escolha da banca organizadora do Concurso DEAP está muito próxima

Live Concurso TJSC: como se preparar e técnicas de estudo

Transmissão ao vivo a partir das 19h30 desta segunda para o concurso TJSC.

Novo concurso COMCAP SC é confirmado

Vem aí um novo concurso público para a COMCAP em Florianópolis

Cursos Relacionados
Curso ONLINE dividido em duas etapas: Etapa Pré-edital e etapa Pós-edital. Início em 01 de outubro de 2019.
Saiba Mais
Curso ONLINE dividido em duas etapas: Etapa Pré-edital e etapa Pós-edital. Início em 01 de outubro de 2019.
Saiba Mais
Curso PRESENCIAL dividido em duas etapas: Etapa Pré-edital e etapa Pós-edital. Início em 26 de setembro de 2019.
Saiba Mais
Curso PRESENCIAL dividido em duas etapas: Etapa Pré-edital e etapa Pós-edital. Início em 26 de setembro de 2019.
Saiba Mais